SisTHA
Sistema de Treinamento das Habilidades Auditivas
sistha.com.br
Usuário
Senha
» Criar cadastro
Exame auditivo  
Esse conteúdo foi útil?
Sim   Não
Existem diferentes tipos de exames auditivos, também chamados exames audiológicos. O exame mais realizado é a audiometria. A audiometria verifica o quanto a pessoa ouve. Portanto, mostra ao especialista o mínimo que o indivíduo escuta para tons puros (apitos graves e agudos). Entretanto, é um exame subjetivo que necessita da resposta do avaliado.

A audiometria é realizada pelo fonoaudiólogo (profissional especializado) em uma sala silenciosa com a pessoa dentro de uma cabina acústica.


Imagem retirada: http://www.fonocenter.fnd.br

A audição é testada em diferentes faixas de frequência por meio de tons puros graves e agudos (apitos) e em várias intensidades (apito alto e baixo) até chegar no mínimo que o indivíduo escuta.

O resultado é representado por uma curva, sendo a orelha direita representada pela cor vermelha e a orelha esquerda representada pela cor azul.

Abaixo segue uma representação gráfica universal de um exame audiométrico. O audiograma é uma representação gráfica de sua capacidade de ouvir.


Imagem retirada de: http://www.clinicacoser.com

A curva audiométrica é representada no gráfico pelos símbolos abaixo:

Direitos da imagem: Projeto SisTHA. Simone Vitti.

Podemos citar também outros exames auditivos, como por exemplo:

1. Audiometria vocal (logoaudiometria)
2. Imitanciometria
3. Potencial Evocado Auditivo do Tronco 4. Encefálico
5. Eletrococleografia
6. Potencial Auditivo Evocado de Longa Latência P300
7. Emissões Otoacústicas Transientes (EOA)
8. Emissões Otoacústicas por produto de distorção
O conteúdo dessa página web foi atualizado em 25/04/2014.
Responsável técnico: Simone Virginia Vitti, fonoaudióloga.
» Voltar para a página inicial


© 2014 SisTHA Sistema de Treinamento das Habilidades Auditivas. UNIFESP, USP. Acesso em 17/12/2017 às 15:31 @ Windows/200.144.93.238. Visitas #1383.
Grupo de Pesquisa
Saude 360o
saude360.com.br
Pós-graduação
UNIFESP Escola Paulista de Medicina
Gestão e Informática em Saúde
Coparticipação

Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais
Apoio Financeiro
    
FAPESP 2012/05410-0    Universal 480905/2011-8